Hora certa:
 

Artigos

Queratose actínica: as Lesões que antecedem o câncer de pele

Denise Steiner 

Queratose actínica é o nome da lesão pré-cancerosa muito frequente na pele de pessoas claras. Ela aparece como uma placa avermelhada e descamativa as vezes com crostas e também com vasinhos mais dilatados na lesão ou em volta da mesma.  A sensação do leigo é de uma lesão que está sempre ativa, vermelha, machucada e que nunca melhora. Ela também pode ser uma mancha acastanhada com descamação e pontos avermelhados. O tamanho não á bem definido e as áreas mais comprometidas são a face e o colo e também membros superiores e inferiores. 

A queratose actínica aparece mais em pessoas de olhos e pele clara cujas parentes próximos ou até ele mesmo já tiveram câncer de pele. O tratamento para queratose actínica é a retirada da lesão. Discuta com seu médico as alternativas possíveis. 

Opções de tratamento: 

Cremes à base de 5-fluorouracil e tacrolimus - Eles são usados de 2 a 5 vezes por semana, por alguns meses, podem causar irritação e muitas vezes não são suficientes para eliminar a lesão completamente. 

Curetagem cirúrgica - É um procedimento de raspagem da lesão feita numa única vez e com recuperação em cerca de 10 dias. 

Nitrogênio líquido - É um procedimento onde a lesão é queimada pelo frio quando a cirurgia não é possível de ser realizada. 

Ingenol-mebutato - Medicação nova que deve ser aplicada na lesão e em toda a região ao redor da mesma 1 vez ao dia durante 3 dias seguidos. Ela causa irritação e descamação como um peeling químico. A recuperação acontece em cerca de 10 dias. 

Exérese seguido pela sutura - é uma alternativa cirúrgica, quando existe a suspeita de que a lesão já tenha se transformado em câncer de pele. Quando existe a suspeita que a lesão já é um tumor.  Quando diagnosticada precocemente a queratose actínica é eliminada totalmente e o prognóstico é bom.
 
Dra. Denise Steiner é médica pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), da qual foi presidente entre os anos de 2013 e 2014. Atualmente, é conselheira?da?SBD?e?também é especialista em?Hansenologia, em Saúde Pública e em Medicina do Trabalho, além de ser Doutora em Dermatologia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). É?autora de várias publicações de reconhecimento nacional e internacional, entre elas: “Calvície – Um assunto que não sai da cabeça”, “Beleza sem Mistério” e “Envelhecimento Cutâneo”.? 

 

Artigos

ver tudo

Banner SBH

Banner Snifbrasil

Banner DPM


SnifDoctor é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifDoctor é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifdoctor.com.br. Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifDoctor, pelo e-mail dpm@dpm.srv.br

Seu IP: 54.234.228.78 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)