Hora certa:
 

Atualidades

Estudo global aponta os riscos de infecção dentro dos lares

Uma recente pesquisa feita pelo Conselho Global de Higiene revela que 83% das pessoas acreditam que sua casa possui baixo (52%) ou nenhum (31%) risco de proliferação de doenças e infecções. Contudo, quase metade (45%) das superfícies dentro de casa pode estar contaminada por bactérias.

O levantamento de higiene em lares aconteceu com mais de 16.000 adultos em 16 países, incluindo Brasil e ressaltou a falta de consciência sobre as doenças e infecções que podem se espalhar dentro dos lares. Apenas 36% dos entrevistados têm consciência de que bactérias causadoras de dores de estômago, tais como Escherichia coli (E.coli), Campylobacter e Salmonella, podem ser adquiridas em casa.

O presidente do Conselho Global de Higiene e também professor e Virologista da Escola de Odontologia de Londres, John Oxford, comentou que os resultados da pesquisa apontam para uma falsa sensação de segurança dentro dos lares em relação à exposição a germes. “ A boa notícia é que medidas simples de higiene como lavar bem as mãos e os alimentos ajudam a quebrar o ciclo de infecções, prevenindo que os germes se espalhem pela casa e atinjam os membros da família.”, completa.

A falta de conhecimento sobre os riscos de infecções em lares é reforçada pela falta de consciência de onde essas bactérias podem ser encontradas. 68% dos entrevistados não sabiam que a bactéria Escherichia coli (E.coli) permanece no banheiro e na cozinha, enquanto 65% não sabiam que Staphylococcus pode causar infecções na pele causando feridas. Paralelo a isso, somente 29% dos entrevistados consideraram a bucha de banho como um dos objetos mais prováveis de estar contaminado, sendo que o objeto foi o segundo com mais contaminação durante os estudos realizados pelo Conselho Global de Higiene.

Por mais que 72% dos entrevistados lavem as mãos antes e depois de manusearem alimentos, um terço admitiu não adotar o hábito após espirrar ou tossir. Outro fato preocupante é que 16% das pessoas não lavam as mãos após utilizar o banheiro. A pesquisa também mostra que 75% dos entrevistados limpam suas casas com o objetivo de remover e matar germes, mas apenas 43% utilizam produtos fabricados com esta finalidade.

A pesquisa aponta que é importante relembrar que lavar as mãos regularmente com água e sabão, principalmente antes do contato com alimentos, é o primeiro passo para a defesa contra doenças. Ainda sobre os alimentos, é necessário que sejam limpos antes de consumidos, evitando que bactérias nocivas atinjam o estômago. Já na cozinha, sempre é bom se atentar para os panos e buchas e trocá-los com frequência, pois podem transferir bactérias para pratos e copos e serem ingeridos pelos membros da família.

SnifDoctor é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifDoctor é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifdoctor.com.br. Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifDoctor, pelo e-mail dpm@dpm.srv.br

Seu IP: 18.206.177.17 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)