Hora certa:
 

  • Jornal SBC

Atualidades

Doação de Sangue: desmistificando o perfil do doador

Embora cerca de 3,5 milhões de voluntários ao ano doem sangue, os hemocentros de todo o Brasil ainda carecem de doação, ainda mais nos últimos meses do ano. De acordo com o Ministério da Saúde, as doações caem em 20% no período marcado pelas datas comemorativas e pelas férias escolares, quando aumenta o número de viagens.

Sabe-se que parte da carência de doações ainda se deve aos receios e mitos que afastam os potenciais voluntários, por isso, é cada vez mais necessário esclarecer dúvidas e mobilizar a sociedade. De acordo com o hematologista da Beneficência Portuguesa de São Paulo, Dr. Roberto Buessio, “o sangue é especialmente importante em cirurgias de grande porte, transplantes de órgãos, pacientes em quimioterapia e radioterapia, entre outros casos”.  Além disso, ao contrário do que se costumava pensar, doar sangue não oferece riscos de transmissão de enfermidades, como HIV e hepatite. “O processo é totalmente seguro para o doador, uma vez que são utilizados apenas materiais estéreis e descartáveis”, ressalta o especialista. 

Pré-requisitos para doar

Em linhas gerais, para ser um doador, basta ter, no mínimo, 50 quilos, idade entre 18 e 67 anos, boa saúde, não apresentar com sintomas de doenças infecciosas/inflamatórias agudas e portar um documento oficial com foto para identificação. É também essencial estar alimentado, evitar álcool na véspera, e ter tido uma boa noite de sono. Pessoas entre 16 e 18 anos podem se voluntariar, desde que com autorização do responsável legal.  O procedimento completo – composto por triagem e coleta, leva cerca de 40 minutos. Durante a triagem, é feito o cadastro do candidato, aferição de seus sinais vitais, e entrevista clínica privativa para identificar comportamentos de risco de doenças infecto-contagiosas. 

Período pós-doação

A coleta do sangue em si dura entre 8 e 12 minutos, e garante a extração de, em média,  450 ml de sangue – quantidade reposta pelo organismo em cerca de 72 horas subsequentes. De acordo com o hematologista, o período pós-doação também requer cuidados: “Nesta fase, é muito importante manter a alimentação saudável e a ingestão abundante de líquidos. O doador também deve evitar cigarros e grandes esforços físicos”.

Com que frequência é possível doar?

Segundo Roberto Buessio, o intervalo entre as doações é de 60 dias para os homens, e 90 dias para as mulheres. “Este intervalo protege o voluntário e garante que o organismo esteja completamente recuperado da última visita ao hemocentro”, destaca.

Para contribuir, basta se dirigir ao nosso banco de sangue do Hospitao, localizado na Rua Maestro Cardim, nº 1.041, no bairro Bela Vista/SP. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, e aos sábados e feriados, das 7h às 14h. Mais informações no telefone (11) 3505-4800, ou no link http://www.beneficencia.org.br/Default.aspx?idPagina=HK6LsMA9M20=. 

Artigos

ver tudo

Banner SBH

Banner Snifbrasil

Banner DPM


SnifDoctor é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifDoctor é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifdoctor.com.br. Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifDoctor, pelo e-mail dpm@dpm.srv.br

Seu IP: 3.229.122.219 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)