Hora certa:
 

Atualidades

Dúvidas sobre catarata?

No começo de 2013, o oftalmologista Virgílio Centurion acrescentou mais uma atividade à sua lista de tarefas semanais. “Decidi criar e ser o redator do Blog da Catarata, com um post novo sobre a doença, todas as semanas, visando concentrar num mesmo local as principais dúvidas e novidades sobre a cirurgia de catarata que venho ‘colecionando’ há mais de trinta anos. Mesmo com tantas informações disponíveis sobre a prevenção, o diagnóstico e o tratamento da doença, percebo que muitos mitos ainda cercam a catarata, o que prejudica muito a qualidade de vida do paciente. Por isso, resolvi compartilhar as dúvidas mais comuns que postei no blog, nos últimos dois anos, visando a desmitificação do assunto”, explica o médico.

Confira a seguir a seleção do oftalmologista:

Como posso evitar a aparecimento da catarata? 
Virgílio Centurion - Se você viver por muitos e muitos anos, vai, inevitavelmente, desenvolver uma catarata relacionada com a idade. Há outros fatores de risco que é possível evitar, a fim de prevenir a catarata, que se desenvolvem por outras razões não relacionadas ao envelhecimento. Por exemplo, há estudos que têm demonstrado uma relação entre um risco aumentado de desenvolvimento de catarata e a exposição a maiores intensidades de luz ultravioleta e à exposição à radiação de alta energia, tais como raios-x. Há também uma associação entre a incidência de catarata e altos níveis de oxigênio. O ato de fumar e de mascar tabaco também pode induzir a catarata em uma idade mais precoce. A catarata pode ser induzida por alguns medicamentos, como por exemplo, os esteroides. A catarata é mais comumente diagnosticada em pacientes com certas doenças ou condições, como por exemplo, diabetes. A catarata também pode surgir como resultado de um trauma ocular direto. Os bebês podem nascer com catarata associadas a infecções maternas (por exemplo, rubéola). A catarata pode ocorrer como resultado de outras doenças e condições do olho (por exemplo, uma inflamação intraocular chamada uveíte). O aparecimento da catarata é mais precoce nos altos míopes.

Recentemente, fiz uma cirurgia de catarata. Quanto tempo a lente artificial que foi introduzida no meu olho vai durar? Além disso, a minha visão vai se deteriorar ao longo do tempo? 
Virgílio Centurion - Na cirurgia de catarata, o oftalmologista removeu o cristalino embaçado do seu olho e o substituiu por uma lente clara, artificial. Esta lente é muito resistente e deve durar para o resto de sua vida.  Sua visão após a cirurgia de catarata geralmente não se deteriorará com o tempo. No entanto, por vezes, a cápsula do cristalino que contém o implante artificial poderá torna-se turva. Em tais casos, a cápsula turva poderá ser facilmente tratada com um laser para se tornar clara novamente.

Minha filha de 6 anos de idade desenvolveu catarata devido a altas doses de esteroides por via oral que ela teve que tomar por seis meses para controlar as atividades cerebrais anormais e as convulsões. Agora, ela desenvolveu catarata. Atualmente, ela está sem tomar esteroides já há dois meses. A catarata vai se agravar daqui para frente? Existe alguma coisa que pode ser feito para corrigi-la?   
Virgílio Centurion - A catarata pode permanecer igual ou pode piorar. Você deve monitorá-la periodicamente, por meio do acompanhamento de um oftalmopediatra, para se certificar de que ela não está piorando. Não há uma solução médica para reverter a catarata que se formou. Se a visão da criança é reduzida, então a cirurgia de catarata com o implante de uma lente deve ser considerada.

Tenho catarata nos dois olhos.  Após a remoção da catarata de um olho, eu estou sentindo náuseas e tonturas. Isso é normal até que eu faça a cirurgia do outro olho?  Eu poderia ter feito a cirurgia nos dois olhos ao mesmo tempo? 
Virgílio Centurion - Se você está planejando fazer uma cirurgia de catarata em ambos os olhos, em seguida, uma após a outra faz sentido. Muitos pacientes optam por fazer o procedimento com o espaço de uma a duas semanas de intervalo. Isto oferece tempo para o primeiro olho se recuperar e para o oftalmologista avaliar o resultado da refração do primeiro olho. Embora o paciente possa se sentir estranho (náuseas, tonturas), depois de alguns dias, a diferença de refração entre os dois olhos torna-se muito mais tolerável. É por isso que a maioria dos pacientes opta por ter seu segundo olho operado em relativamente pouco tempo após a primeira cirurgia. O seu oftalmologista poderá ajudá-lo com esta decisão.

Existe alguma necessidade de visitas de acompanhamento com meu oftalmologista um ano após a minha cirurgia de catarata?  
Virgílio Centurion – Considero importante manter na sua agenda uma consulta oftalmológica anual, após a cirurgia de catarata. Ela não é apenas necessária para verificar a lente artificial que foi implantada no seu olho, mas também para avaliá-lo para prevenção de glaucoma, da degeneração macular e qualquer outra moléstia ocular que possa se beneficiar com o diagnóstico precoce. O check-up oftalmológico é muito importante.

Posso usar com segurança medicamentos para reduzir a vermelhidão e a coceira provocadas pela alergia ocular, após a cirurgia de catarata?  
Virgílio Centurion - Se a sua cirurgia de catarata foi realizada há mais de um mês, você pode usar lubrificantes e antialérgicos da mesma maneira que eram usados antes da cirurgia. Mas se os sintomas mais persistentes não melhorarem é melhor agendar uma nova avaliação com o oftalmologista.

Posso nadar em uma piscina com produtos químicos com o meu implante intraocular? 
Virgílio Centurion - Certamente, uma vez que a cicatrização do pós-operatório ocorreu, você pode nadar o quanto quiser. A lente implantada está dentro de seu olho e não está sujeita a interações de superfície, passeios de avião, mergulhos.

A cirurgia de catarata pode ser feita em um paciente que tem diabetes?  
Virgílio Centurion - Sim, inclusive os diabéticos são mais propensos a desenvolver a catarata e mais precocemente, este não é um cenário incomum. No entanto, existem algumas precauções que devem ser tomadas. Diabéticos são mais predispostos à infecção. O oftalmologista usará protocolos ligeiramente diferentes no pós-operatório em pacientes que têm doença ocular diabética.

Uma pessoa que passou por uma cirurgia de catarata, em 1981, sem implante de lente intraocular pode implantá-la agora? 
Virgílio Centurion - Essa condição é conhecida como afácia ou ausência de cristalino. O implante de lente intraocular é colocado no interior do olho para evitar a necessidade de lentes de contato  ou óculos grossos. O implante da lente pode ter que ser colocado num local diferente do que os implantes feitos hoje. Como a cápsula que contém a lente pode ter sido danificada ao longo do tempo, isso requer que uma nova lente seja fixada no olho. O procedimento precisa ser avaliado criteriosamente pelo oftalmologista.

Pacientes com degeneração macular podem operar de catarata? 
Virgílio Centurion - Se o seu oftalmologista acredita que a catarata está contribuindo para a sua perda visual, então a cirurgia de catarata é muitas vezes apropriada e útil. A melhor evidência disponível sugere que a cirurgia de catarata não tem um efeito adverso sobre a degeneração macular.

Eu sou médica. Quando poderei voltar ao trabalho após a cirurgia de catarata? 
Virgílio Centurion - Na maioria dos casos, o paciente pode voltar ao trabalho em alguns dias, dependendo da atividade. A questão a considerar é o segundo olho. Se ambos os olhos precisam ser operados pode haver um período de tempo entre a cirurgia de cada olho. As diferenças entre os olhos podem tornar sua retomada ao trabalho mais lenta. A velocidade de recuperação também depende do seu estado de saúde, se você tiver outros problemas oculares, além da catarata, bem como se você tiver uma intercorrência cirúrgica. Às pessoas que trabalham na área da saúde recomendamos afastamento de pelo menos uma semana, até que a cicatriz incisional esteja fechada: o ambiente de trabalho pode facilitar o aparecimento de infecção pós-operatória.

A catarata é associada a dor nos olhos? 
Virgílio Centurion - A catarata não causa dor, exceto se tiver sido diagnosticada há muito tempo e permanecer sem tratamento por muito tempo também. Neste caso, ela pode causar muita dor e sensibilidade à luz. No caso de dor nos olhos, sugiro que você consulte o seu oftalmologista com urgência.

A cirurgia da catarata a laser: é possível? 
Virgílio Centurion - O tratamento visa eliminar a catarata e oferece a possibilidade de correção de defeitos de visão que o paciente apresente, tais como miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia ou vista cansada, quando da utilização de lente intraocular ou cristalino artificial de alta tecnologia. Para atingir o objetivo de oferecer ao paciente a melhor visão pós-operatória sem uso de correção com óculos, ou seja, a possibilidade de prever a correção total dos defeitos de visão, foi introduzida a tecnologia do laser de femtosegundo, aprovado pela Anvisa, em 2013. A técnica é realizada em duas etapas:

1ª fase: com anestesia local, com gotas e a pupila bem dilatada, o paciente é deitado; a seguir coloca-se um delicado afastador que mantem o olho a ser operado, aberto e sem piscar; com os dois olhos abertos e olhando para frente, o aparelho do laser de femtosegundo é encostado suavemente sobre o olho; em seguida, o aparelho fixa no olho, o paciente sente leve pressão; então, é realizada a aplicação do laser; após aplicação, retira-se o aparelho do laser.

O PACIENTE NÃO SENTE DOR, NÃO HÁ CORTE COM BISTURI, PACIENTE DEVE ESTAR CONSCIENTE A FIM DE COOPERAR NA EXECUÇÃO DA TÉCNICA.

2ª fase: o paciente é transferido para outro equipamento, facoemulsificador, onde: é realizada uma sedação leve; a seguir é realizado o implante da lente intraocular de tecnologia avançada; final da cirurgia; poderá ser feito ou não curativo, dependendo do caso.

As vantagens da cirurgia da catarata a laser se baseiam no alto padrão de reprodutibilidade e precisão do laser de femtosegundo, o que permite resultados visuais consistentes, com poucas variações desde que se utilizem as lentes de alta tecnologia, também conhecidas como lentes premium.

A cirurgia de catarata é aconselhável para quem sofre com olhos secos e alergias?  
Virgílio Centurion - O olho seco e a alergia ocular podem, eventualmente, tornar o curso do pós-operatório da cirurgia de catarata mais difícil, mas raramente são tão graves para produzir complicações significativas. A cirurgia de catarata deve ser realizada quando a visão da pessoa é prejudicada de forma que as coisas que ela quer fazer estão sendo comprometidas,  seja dirigir, ler, ver TV... Sugerimos consultar o oftalmologista se você tem olho seco ou doença ocular alérgica para tratar essas condições e/ou controlá-las antes de operar.

Existe apenas um tipo de catarata? 
Virgílio Centurion - A catarata é  uma opacificação do cristalino do olho que fica atrás da pupila. A catarata pode ocorrer devido a fatores como idade (a maioria), trauma e os bebês podem até nascer com um tipo congênito de catarata. Costumamos classificá-las por sua aparência e pelo local da lente em que elas ocorrem, tais como cortical, nuclear, subcapsular posterior. No entanto, o processo de remoção é praticamente o mesmo para todos os tipos.

Meu pai teve um derrame em 2004 e eu quero levá-lo para fazer a cirurgia de catarata. Ele está em uma cadeira de rodas. É possível fazer o procedimento, mesmo após o acidente vascular cerebral e apesar do fato dele estar em uma cadeira de rodas? Existe algum risco adicional? 
Virgílio Centurion - Sim, seu pai provavelmente pode fazer a cirurgia de catarata, apesar de sua história de acidente vascular cerebral. A cirurgia de catarata é realizada com o paciente deitado. Isso exigiria apenas que o seu pai tenha a capacidade de sair da cadeira de rodas e possa ser colocado sobre a maca cirúrgica. Ao final do procedimento, ele retornará para a cadeira de rodas. Todas as alternativas precisam ser discutidas com o oftalmologista que o acompanha.

Após a cirurgia de catarata, em quanto tempo eu posso correr uma maratona?  
Virgílio Centurion - A maioria dos pacientes deve ser capaz de correr uma maratona em 4 semanas depois de sua cirurgia de catarata, mas você precisa perguntar ao seu oftalmologista. Esta pergunta só pode ser respondida com certeza pelo oftalmologista que acompanha o paciente.

Eu tive herpes simples no meu olho direito duas vezes. Agora estou começando a desenvolver catarata em ambos os olhos. Posso fazer a cirurgia para catarata, sendo portadora de herpes?  
Virgílio Centurion - A cirurgia de catarata não deve ser realizada em um olho com herpes simples ativo ou infecção recente. No entanto, se a doença está estável por um período de tempo, a cirurgia poderia ser considerada se a catarata for visualmente significativa.

A catarata afeta o equilíbrio?  
Virgílio Centurion - Não há uma relação direta. No entanto, a visão reduzida pode tornar a locomoção e outras atividades mais difíceis devido à alteração da visão de cores e de profundidade. Se de repente você está com novos problemas de equilíbrio, você deve consultar um oftalmologista e um clínico geral para tentar diagnosticar o problema.

A cirurgia de catarata pode ser feita quando o olho está sendo tratado de uma irite?  
Virgílio Centurion - O olho deve estar sem sinais de irite ou uveite anterior pelo menos 90 dias antes de indicar a cirurgia. É o procedimento padrão, pois a cirurgia de catarata pode causar a irite.

A cirurgia de catarata pode agravar a minha degeneração macular? 
Virgílio Centurion - Este tema sido estudado extensivamente e a cirurgia de catarata comprovadamente não piora nem agrava o quadro de degeneração macular. Na verdade, as lentes comumente implantadas durante a cirurgia de catarata possuem proteção UV e diminuem o risco de degeneração macular da cirurgia em diante.  Ocasionalmente, as pessoas que têm degeneração macular pré-existente não são diagnosticadas porque a catarata limita a visão do oftalmologista sobre a retina. Mas, após a cirurgia de catarata, a visão interna do olho torna-se mais clara, e a degeneração macular é diagnosticada.

O que causa a inflamação após a cirurgia de catarata?  
Virgílio Centurion - A cirurgia de catarata, mesmo tendo uma incisão muito pequena, pode provocar inflamação da córnea, da câmara anterior e da íris. Agentes anti-inflamatórios tópicos são benéficos na remoção de todos os fatores inflamatórios, pois limpam a visão, portanto, eles são muito importantes depois de qualquer cirurgia intraocular.

Posso fazer uma longa viagem de avião, com segurança, uma ou duas semanas após a cirurgia? 
Virgílio Centurion - Poder, pode, pois na imensa maioria dos casos de rotina o pós-operatório corre sem problemas. Porém, viajar equivale a sair da rotina... E o olho está cicatrizando, daí o bom senso recomenda planejar a viagem após 4 semanas da cirurgia. Prudência! A viagem depende do que ocorreu no momento da sua cirurgia, como eventuais dificuldades ou complicações. A visão embaçada pode durar alguns dias ou semanas após a cirurgia. Suas restrições dependem das instruções do pós-operatório fornecidas pelo seu cirurgião. Após a cirurgia, você terá que instilar colírio no olho operado, pelo menos, quatro vezes por dia durante 2-6 semanas. Alguns cirurgiões podem recomendar que não levante peso. Pergunte ao seu médico quais são as instruções dele para o pós-operatório, antes de agendar sua viagem. Normalmente, é possível retomar logo as atividades diárias normais, dependendo de quais são essas atividades. Dirigir depende do nível de acuidade visual apresentado imediatamente após a cirurgia. Tecnicamente, se poderia voar no dia seguinte, mas é sempre bom perguntar! A dor geralmente não é um sintoma de pós-operatório. No entanto, pode-se sentir sensação conhecida como corpo estranho, por alguns dias. Se a cirurgia for complicada, então pode haver mais algumas restrições.

A visão dupla é comum após a substituição da lente na cirurgia de catarata? 
Virgílio Centurion - A diplopia (visão dupla) não é geralmente associada com a cirurgia de catarata, em si, embora possa ocorrer como resultado das injeções de anestésicos, antes da cirurgia. Às vezes, os músculos que movem o olho (músculos extra-oculares) podem ser temporariamente (geralmente) danificados como resultado das injeções para anestesiar o olho antes da cirurgia. Se as necessidades de refração de seus dois olhos são significativamente diferentes (por exemplo, um olho é muito míope e o outro não), você pode experimentar a visão dupla. Um astigmatismo não corrigido em um ou ambos os olhos também pode causar visão dupla. Estas são apenas algumas possibilidades. Em caso de dúvida, sempre é bom ouvir a opinião de vários cirurgiões. Quando o paciente é portador de catarata e utiliza óculos com elevadas dioptrias (graus) deve ser operado com intervalo curto entre as duas cirurgias para evitar diplopia.
 

Artigos

ver tudo

Banner SBH

Banner Snifbrasil

Banner DPM


SnifDoctor é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifDoctor é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifdoctor.com.br. Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifDoctor, pelo e-mail dpm@dpm.srv.br

Seu IP: 54.236.246.85 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)