Hora certa:
 

  • Jornal SBC

Atualidades

7 dicas para manter os olhos saudáveis

Os olhos são as nossas janelas para o mundo. Mas será que cuidamos destes órgãos tão importantes como eles realmente merecem e precisam?  Segundo o oftalmologista Richard Yudi Hida, todos sabem o quão é fundamental preservar a saúde, mas, muitas vezes, algumas partes do corpo são esquecidas ou preteridas, como é o caso dos olhos. “Com a adoção de alguns hábitos preventivos bastante corriqueiros é possível melhorar a saúde ocular”, comenta.

Confira agora 07 dicas do especialista para manter a saúde de seus olhos em dia: 

CONSULTAS PERIÓDICAS

O primeiro exame oftalmológico de rotina deve ser realizado logo no berçário e depois sugere-se consultas anuais ao especialista. Mas se a criança se queixar de dor de cabeça ou mal estar após algum esforço visual, apresentar desinteresse por leitura, franzir a testa para enxergar objetos distantes, ou se aproximar muito de cadernos ou livros para ler, é hora de procurar um profissional, pois um distúrbio visual pode afetar no aprendizado. Na adolescência, os jovens costumam apresentar sinais de cansaço visual e dor de cabeça. Nessa fase é comum o aparecimento de alterações refrativas, como Astigmatismo, Miopia e Hipermetropia, portanto, acompanhamento médico é essencial.  Já na fase adulta, atenção deve ser redobrada. Após os 40 anos, as pessoas ficam mais suscetíveis às doenças de visão. Os diabéticos também devem ficar atentos, pois são mais vulneráveis a doenças oculares irreversíveis como a Retinopatia Diabética, que é umas das principais causas de cegueira no mundo. Ao completar 40 anos, sugere-se que as visitas sejam a cada um ano e, a partir dos 60, o check-up oftalmológico deve acontecer com mais frequencia, dependendo da doença preexistente.

MAQUIAGEM

Procure utilizar marcas conhecidas regulamentadas pelos órgãos de saúde do Brasil (ANVISA). Pesquise também se o produto é dermatologicamente testado e, na hora de comprar, se ele está dentro do prazo de validade, afinal, produtos vencidos podem causar dermatite ou conjuntivite tóxica. Siga sempre as instruções do fabricante e guarde sempre os produtos em ambientes secos e longe da exposição ao sol.  É de extrema importância também não dividir a maquiagem com outras pessoas, pois esta é uma das formas mais fáceis de contaminar o produto. Ao dormir, diariamente, retire toda a maquiagem e, caso sinta coceira, olho seco, fotofobia ou qualquer irritação após passar algum produto, interrompa imediatamente o seu uso e procure seu oftalmologista.

ÓCULOS DE SOL

Ao contrário do que muitos imaginam, o uso dos óculos de sol é imprescindível não apenas para os dias de sol forte. Quando o tempo estiver nublado, também é importante utilizá-los, já que ainda haverá a incidência de raios ultravioleta. O uso diário do acessório é essencial principalmente às pessoas que praticam atividades físicas ao ar livre, pois a radiação direta dos raios aos olhos pode causar dano à córnea, ao cristalino, retina e pálpebras. Com o tempo, a pessoa pode perder a percepção de detalhes, desenvolver uma série de doenças como catarata, degeneração da retina, pterígio e tumores. Ao comprar os óculos de sol, não se deve analisar apenas a aparência ou preço. É importante se certificar da qualidade do produto, da sua autenticidade e se ele possui alguma certificação de que possui proteção contra raios ultravioleta (UVA e UVB). Não se deve usar óculos sem garantia e, muito menos, falsificados. Além de não evitarem a exposição ao sol, alguns produtos de má qualidade podem também ter superfícies irregulares, que causam desconforto e dor de cabeça.

ALIMENTAÇÃO

A alimentação saudável e hidratação auxiliam no funcionamento de todo o nosso organismo, e isso não é diferente quando o assunto é a saúde dos olhos. Uma dieta rica em vegetais, como cenoura, espinafre e couve – ricos em carotenoides, como Luteína e Zeaxantina, ajudam a diminuir a degeneração natural dos olhos e ainda amplia o alcance visual.  O ômega 3, encontrado nos peixes de águas profundas, também traz benefícios à saúde ocular.

CIGARRO

Assim como faz mal para a saúde de todo o corpo, o cigarro também é prejudicial para os olhos.  O tabaco aumenta, significativamente, o risco de se desenvolver alguns tipos de catarata, glaucoma e a degeneração macular relacionada à idade (DMRI). As substâncias presentes na fumaça do cigarro, quando inaladas, podem alterar o metabolismo das estruturas oculares, fazendo com que seu processo de envelhecimento se acelere e, com isso, o fumante desenvolva doenças oculares antes do esperado.

LENTES DE CONTATO

Antes de adotar as lentes de contato, o paciente deve consultar um oftalmologista, que irá pesquisar a viabilidade do uso em relação ao conforto, visão e adaptação do produto no olho. Existe uma série de exames que verificam algumas medidas da córnea (curvatura, diâmetro, cicatrizes, transparência, etc) para adaptar às medidas das lentes de contato (curva base, diâmetro e grau). Caso a lente não esteja bem adaptada, pode causar uma série de problemas (conjuntivite, alergia, intolerância, ceratite, perda da visão, inflamações e cicatrizes irreversíveis). Tanto para lentes de grau ou lentes coloridas, é fundamental que o usuário tenha bastante cuidado com a higiene. Não se deve fazer uso excessivo e nem dormir com elas, pois atrapalham a oxigenação dos olhos, diminuindo a sua defesa e aumentando até 20 vezes o risco de infecções e deformidades na córnea.

A limpeza das lentes deve ser feita com produtos adequados e não se deve usar água de torneira ou qualquer outro produto sem orientação médica devido o risco de contaminação.  O cuidado precário da lente, o seu mau uso ou materiais falsificados e de má qualidade podem causar infecções e ulcerações que prejudicam a visão, às vezes, de forma irreversível. A pessoa ainda corre o risco de ter alergias ou intolerâncias, coceira, edema ou inchaço da córnea, entre outros.

AUTOMEDICAÇÃO               

A automedicação é uma prática inaceitável em qualquer área da medicina. No caso dos olhos, é comum que as pessoas façam uso de colírios e lubrificantes quando sentem alguma irritação ou a sensação de ressecamento, porém, correm sérios riscos de terem problemas mais graves, inclusive de ficarem cegas pelo uso indiscriminado do medicamento. Algumas doenças oculares possuem sintomas parecidos, mas têm gravidade e tratamentos diferenciados, condições que apenas um médico especialista pode avaliar. É importante ressaltar que também existem colírios que podem causar aumento da pressão arterial e da pressão ocular, constrição dos vasos na conjuntiva ocular, taquicardia, asma, depressão e até algumas doenças oculares irreversíveis. Ou seja, além de prejudicar a saúde ocular, podem acarretar outras complicações na saúde.
 
 
 

Artigos

ver tudo

Banner SBH

Banner Snifbrasil

Banner DPM


SnifDoctor é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifDoctor é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifdoctor.com.br. Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifDoctor, pelo e-mail dpm@dpm.srv.br

Seu IP: 3.229.122.219 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)