Hora certa:
 

Atualidades

Quatro dúvidas sobre a diástase, distensão abdominal que atingiu a cantora Sandy durante sua gestação - Dra. Giuliana Petti

A cantora Sandy revelou recentemente que, durante a sua gravidez, ela teve diástase, um afundamento do abdome provocado por estiramento da musculatura dessa região. Esse caso é bastante comum, podendo atingir aproximadamente 37% das mulheres. Por isso, conversamos com a Dra. Giuliana Petti, ginecologista e obstetra do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, para entender uma pouco mais sobre essa doença, suas causas e como evitá-la:

O que é diástase?

A diástase é uma separação entre os músculos abdominais. Isso pode acontecer por causa de uma cirurgia ou pela gravidez. Porém, como no caso da cantora Sandy, a causa mais comum é por causa da gravidez, principalmente em mulheres obesas e sedentárias que possuem musculatura mais frouxa e abdome mais flácido e suscetível a dano; ou quando o bebê é muito grande e provoca maior distensão dessa musculatura. Outro fator de risco é a cesariana, já que provoca um estresse extra para essa região do corpo. 

Existe dano para a saúde da pessoa que tem esse problema?

Não existe dor ou qualquer tipo de risco à saúde por causa dessa doença. O maior problema é estético, já que fica um buraco na região abdominal que, dependendo da intensidade, pode ser bem visível.

É possível evitar que surja a diástase durante a gravidez?

Sim, é possível. Se você planeja ter filhos, a recomendação é fortalecer essa musculatura através de exercícios físicos como flexões abdominais. Em casos em que a mulher já esteja grávida, o recomendável é realizar fisioterapia com acompanhamento profissional.

E qual é o tratamento para quem já tem esse problema?

Muitas vezes, quando o caso não é muito grave, exercícios físicos específicos minimizam o dano estético ao ponto em que é impossível perceber que a mulher tem diástase. Porém, se a distensão e o afundamento forem muito grandes, a única solução é uma cirurgia plástica específica que só pode ser feita se a mulher não tiver mais a intenção de engravidar. 

SnifDoctor é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifDoctor é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifdoctor.com.br. Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifDoctor, pelo e-mail dpm@dpm.srv.br

Seu IP: 18.206.177.17 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)