Hora certa:
 

Noticias

Sintomas observados na pele ainda não confirmam infecção do Coronavírus, esclarece médica da Sociedade Brasileira de Dermatologia

A pele também é um dos alvos da Covid-19, mas as manifestações cutâneas conhecidas até o momento - ocorridas em decorrência da infecção - não devem servir, ainda, para confirmar a contaminação. "Há alterações dermatológicas, mas nada extremamente específico, que sirva como marcador cutâneo e indique prontamente a presença da infecção", explicou a Dra. Caroline Motta Aguiar, médica dermatologista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia.

De acordo com a profissional, embora alguns estudos já relacionem sintomas observados na pele à lista de impactos negativos à saúde provocados pelo Coronavírus, ainda há poucas publicações científicas confirmando, exatamente, quais seriam as manifestações. A pele, naturalmente, apresenta sinais de doenças internas, a exemplo das disfunções metabólicas, neoplasias, doenças nutricionais, reações adversas a medicamentos ou doenças infecciosas sistêmicas.

"A infecção por COVID-19 ainda é algo muito recente e, por isso, há poucas publicações relatando sintomas de pele associados. O que tem sido observado é que, como outras doenças virais, esta afecção pode sim acometer a pele e manifestar lesões cutâneas variadas", acrescentou a Especialista.

Em um artigo recentemente publicado no Journal of the American Academy of Dermatology (JAAD), foi registrado o caso de um paciente com Coronavírus que apresentou erupção purpúrico-petequial, pequenos pontos de hematoma na pele, com baixa contagem de plaquetas no sangue. No texto, os autores orientam os médicos a ficarem atentos ao surgimento de manchas avermelhadas em todo o corpo dos pacientes ou em uma determinada região - Rash Cutâneo. Segundo os cientistas, este sinal pode constituir um alerta para a Covid-19.

Outro documento, publicado em março deste ano, na seção "Carta ao Editor" do Journal of the European Academy of Dermatology, chamou a atenção para ocorrências em um grupo de pacientes também infectados pelo Coronavírus, internados em um hospital da Itália. Alguns apresentaram o Rash, outros um quadro de urticária "disseminada", espalhada pela pele, e em uma pessoa foram percebidas vesículas similares à varicela (catapora). Os médicos identificaram o tronco como a área do corpo mais acometida pelas lesões. Foram relatadas coceiras leves ou até ausentes, que desapareceram em poucos dias.

"Outras manifestações que têm sido relatadas são: queda de cabelo, aftas orais, vermelhidão em mãos e pés, prurido, que está associado a escoriações inflamadas e degradação cutânea, durante e/ou após o período de infecção, porque o vírus pode apresentar tropismo neutral por fibras nervosas da epiderme, prurigo estrídulo em crianças, que são lesões parecidas com aquelas feitas por picadas de insetos, e alguma outras. São manifestações de diversas formas e tipos e já se sabe de casos em que o único sintoma da doença os cutâneos", completou a Médica.

Artigos

ver tudo

Banner SBH

Banner Snifbrasil

Banner DPM


SnifDoctor é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifDoctor é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifdoctor.com.br. Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifDoctor, pelo e-mail dpm@dpm.srv.br

Seu IP: 34.232.51.240 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)