Hora certa:
 

Noticias

Incor divulga protocolo de emergência para ajudar pessoa com parada cardíaca súbita em tempos de Covid-19

Em tempos de distanciamento social e vários protocolos sanitários, o InCor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da FMUSP) dá dicas em vídeo sobre como ajudar uma pessoa com perda repentina de consciência ou desmaio, características de parada cardíaca, com mínimo risco de ser contaminado pela covid-19. Em apoio à ação do InCor, a Maurício de Sousa Produções fez uma tirinha animada da Turma da Mônica explicando os dois passos que salvam vidas.

Segundo o Dr. Sergio Timerman, diretor do LTSEC (Laboratório de Treinamento e Simulação em Emergências Cardiovasculares) do InCor, o procedimento é simples. "Ao ver alguém com esses sinais que podem indicar parada cardíaca, ligue o 192 Serviço Móvel de Urgência (Samu) e peça socorro. Na sequência, se a pessoa estiver sem máscara, coloque um pano sobre a região da boca e nariz e com as duas mãos entrelaçadas, inicie a massagem cardíaca na região torácica da vítima".

No Dia Mundial da Ressuscitação Cardiopulmonar (RCP), celebrado em 16 de outubro, as sugestões do médico do InCor podem salvar vidas. No Brasil, a parada cardíaca súbita (PCR), atinge cerca de 800 pessoas por dia, entre as que estão no ambiente hospitalar e fora dele como em casa, por exemplo.

"Sabemos que é um momento delicado, mas a RCP é fundamental para evitar a morte súbita e por isso decidimos gravar um vídeo mostrando como é possível salvar uma vida com uma possibilidade muito pequena de contágio pelo coronavírus. O material estará nas nossas mídias sociais", diz Timerman.

Para enfatizar a importância da ação, diante da pandemia, o InCor também lançará a campanha "Dois passos podem salvar vidas!" em parceria com o Instituto Mauricio de Sousa, ela terá os personagens da Turma da Mônica mostrando como crianças a partir dos 4 anos podem ajudar ligando para o serviço de emergência.

Para o médico, não há dúvida de que com informações corretas sobre a RCP é possível salvar milhares de vidas, todos os dias. Ele reforça que as diretrizes provisórias para ajudar a informar a conduta de RCP durante a pandemia de covid-19 foram publicadas pela Sociedade Brasileira de Cardiologia e American Heart Association (Associação Americana do Coração) que também destacou resultados de pesquisa realizada em Seattle, King County, no estado de Washington (EUA).

De acordo com o levantamento, ao usar as mãos sem equipamento de proteção individual como máscara cirúrgica, luvas e proteção ocular, o risco de contaminação é de 10%, ou seja, 1 pessoa infectada pelo vírus para cada 100 pessoas que recebem a massagem, e 1 socorrista pode morrer à cada 10.000 atendimentos, infectado por covid. Já do outro lado, mais de 300 vidas podem ser salvas pela RPC a cada 10 mil pacientes com parada cardíaca.
 

Artigos

ver tudo

Banner SBH

Banner Snifbrasil

Banner DPM


SnifDoctor é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifDoctor é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifdoctor.com.br. Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifDoctor, pelo e-mail dpm@dpm.srv.br

Seu IP: 3.227.247.17 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)