Hora certa:
 

Noticias

Técnica para proteção do coração na radioterapia atenua consideravelmente riscos de doenças cardíacas

Um detalhe sobre o câncer de mama não recebe a devida atenção nas campanhas: os riscos aos quais o coração é exposto no período subsequente ao tratamento. A médio e longo prazo, isso pode acarretar riscos de aterosclerose, doença coronariana e/ou infarto. Porém, com o avanço da tecnologia médica, uma moderna técnica tem o objetivo de proteger o principal órgão do corpo humano das radiações ionizantes a que as mamas são expostas em sessões de radioterapia.

Doutor Lavoisier Fragoso de Albuquerque, coordenador médico da rádio-oncologia do Hospital Santa Catarina (SP), e responsável há seis anos pela implementação da técnica na Instituição, explica que "uma série de detalhes propicia à paciente menor exposição à radiação. A técnica de monitoramento respiratório consiste em fazer a irradiação apenas quando a paciente está próxima às fases de inspiração profunda do ciclo respiratório. Nessa ocasião, o coração se afasta da parede torácica e não recebe as doses de radiação".

Embora as doenças coronarianas possam surgir em um período de até 15 anos após o tratamento, o médico afirma que os relatos da literatura mostram que há pacientes que nos cinco primeiros anos já demonstram problemas causados pela toxicidade. "Neste sentido, acreditamos que a técnica é muito promissora, uma vez que seis anos após implementá-la não tivemos na Instituição nenhum caso de pacientes irradiadas que tenham desenvolvido doença coronariana", afirma o médico.

Para a eficácia da ação, planejamento é a palavra-chave. Na fase inicial do tratamento, a tomografia 4D auxilia a verificar qual o tempo de inspiração profunda e a estratégia a ser adotada. "Essas informações são precisas e permitem à equipe médica atuar para que os feixes de radiação sejam liberados somente no momento em que a paciente está próxima à faixa de inspiração profunda", destaca doutor Lavoisier.

 

Artigos

ver tudo

Banner SBH

Banner Snifbrasil

Banner DPM


SnifDoctor é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifDoctor é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifdoctor.com.br. Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifDoctor, pelo e-mail dpm@dpm.srv.br

Seu IP: 54.156.92.243 | CCBot/2.0 (http://commoncrawl.org/faq/)