Hora certa:
 

Noticias

Doenças complexas de pele podem impactar no comportamento social e psicológico dos pacientes

Ontem, 5 de fevereiro, foi comemorado o Dia de Dermatologista, profissional responsável pela saúde da pele: o maior e mais exposto órgão do corpo humano1.  São mais de 3 mil doenças dermatológicas que afetam a pele de crianças, adultos e idosos2.
 
Segundo investigação liderada pela Universidade do Colorado, nos Estados Unidos, as doenças da pele representam a quarta maior causa de incapacitação no planeta3. O dado, publicado recentemente, é resultado de uma robusta revisão de registros hospitalares e mais de 4 mil pesquisas publicadas entre 1980 e 2013 ao redor do mundo3.
 
Segundo o Dr. Ricardo Romiti, chefe do ambulatório de psoríase do Hospital das Clínicas da USP de São Paulo, as doenças de pele consideradas complexas são aquelas que impactam diretamente na qualidade de vida, no convívio social e na autoestima dos pacientes. Entre elas, estão:
 
Psoríase
 
A psoríase não é, exclusivamente, uma doença de pele.2 É uma enfermidade sistêmica que afeta todo o nosso organismo, com enorme impacto sobre o bem-estar físico e psíquico dos pacientes – muitas vezes levando ao isolamento social4,5. “Quem não conhece a enfermidade, muitas vezes acredita - de forma equivocada - que se trata de uma doença infecciosa e contagiosa com risco de ser transmitida. Este risco não existe”, explica Dr. Romiti. 
 
A psoríase é uma doença inflamatória da pele, decorrente de alterações do sistema imunológico, sem nenhuma chance de contágio4,5. A doença causa lesões na pele, não contagiosa, não se sabe ao certo as causas5. A psoríase atinge cerca de 3% da população mundial6.
 
 
Urticária Crônica Espontânea (UCE)
 
A Urticária Crônica Espontânea (UCE) é uma doença caracterizada pela ocorrência diária ou quase diária de urticas, angioedema ou ambos por um período maior do que 6 semanas, sem que estes sintomas sejam causados por alimentos, cosméticos, produtos de limpeza ou qualquer outro fator externo.7 As urticas são lesões em alto relevo na pele, geralmente rodeadas por uma borda avermelhada, que coçam intensamente7,8, a ponto de o paciente deixar de dormir e de exercer suas atividades normais (trabalho, estudo, atividades diárias).8,9
 
Muitos fatores como cosméticos, medicamentos, alimentos, produtos de limpeza podem causar angioedema e urticas, mas, na UCE, as lesões aparecem espontaneamente.1,10 Isto é, a UCE não é causada por nenhum desses agentes externos. Em razão do desconhecimento sobre a doença, é comum que muitos pacientes com UCE procurem continuamente a suposta “causa” das lesões, privando-se desnecessariamente de muitos alimentos, cosméticos, medicamentos e modificando significativamente seus hábitos de vida.10
 
Romiti ressalta que a grande questão, no entanto, é que os danos à pele não têm consequências apenas em frente ao espelho. Nos casos crônicos, o impacto na qualidade de vida já é considerado similar ao de doenças cardíacas e maior do que o causado por outras doenças dermatológicas. Em razão da coceira intensa e da imprevisibilidade das crises, o impacto da urticária crônica na qualidade de vida dos pacientes vai muito além do aspecto visual, afetando o estado mental, as atividades profissionais, as relações conjugais e sociais. Em ambos os casos, o diferencial está na busca de um dermatologista especializado que possa diagnosticar e tratar corretamente cada uma das doenças.  
 
Referências
[list=1] [*]Sociedade Brasileira de Dermatologia. Disponível em http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/. Acessado em 29/01/2019 [*]Sociedade Brasileira de Dermatologia/ O que é Dermatologia? Disponível em http://www.sbd.org.br/dermatologia/sobre-a-dermatologia/o-que-e-dermatologia/. Acessado em 04/02/2013. [*]Karimkhani C. Et al. Global Skin Disease Morbidity and Mortality An Update From the Global Burden of Disease Study 2013. JAMA Dermatol. 2017;153(5):406-412. Disponível em https://jamanetwork.com/journals/jamadermatology/fullarticle/2604831 - Acessado em 01/02/19 [*]News in Health – National Institutes of Health (NIH). Itchy, Scaly Skin? Living with psoriasis. Disponível em: http://newsinhealth.nih.gov/issue/Aug2010/Feature2. Acesso em março de 2015. [*]Sociedade Brasileira de Dermatologia. Psoríase. Disponível em: http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/psoriase/18/. Acessado em: 29 de janeiro de 2019 [*]International Federation of Psoriasis Associations (IFPA) – World Psoriasis Day. Profile of Psoriasis.. Disponível em: https://ifpa-pso.com/our-cause/. Acesso em outubro de 2018. [*]Zuberbier T, Aberer W, Asero R et al. The EAACI/GA²LEN/EDF/WAO Guideline for the Definition, Classification, Diagnosis and Management of Urticaria. The 2017 Revision and Update. Allergy. [*]Maurer M, Weller K, Bindslev-Jensen C et al. Unmet clinical needs in chronic spontaneous urticaria. A GA²LEN task force report. Allergy 2011;66:317–330. [*]Vietri J, Turner SJ, Tian H, Isherwood G, Balp MM, Gabriel S. Effect of chronic urticaria on US patients: analysis of the National Health and Wellness Survey. Ann Allergy Asthma Immunol. 2015 Oct;115(4):306-11. [*]Maurer M, Weller K, Bindslev-Jensen C et al. Unmet clinical needs in chronic spontaneous urticaria. A GA²LEN task force report. Allergy 2011;66:317–330. [/list]  
 

Artigos

ver tudo

Banner SBH

Banner Snifbrasil

Banner DPM


SnifDoctor é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifDoctor é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifdoctor.com.br. Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifDoctor, pelo e-mail dpm@dpm.srv.br

Seu IP: 100.25.214.89 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)