Hora certa:
 

Noticias

Combate ao excesso de peso na luta contra cardiopatias e câncer

O médico José Francisco Kerr Saraiva, presidente da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp), salienta que a relação de 14 tipos de câncer com o sobrepeso e a obesidade, apontada em estudo inédito da Universidade de São Paulo, corrobora a premência de se combater o problema no Brasil. “Há tempos se sabe que o excesso de peso é uma das principais causas das doenças cardiovasculares, as que mais matam no mundo e em nosso país. As evidências de que também provoca neoplasias reforça o alerta que temos feito sobre a questão”.

Dr. Saraiva refere-se aos dados relativos ao aumento do número de pessoas obesas ou com sobrepeso no Brasil, indicados na pesquisa da USP, realizada em parceria com a Universidade de Harvard, tendo como base estatísticas do IBGE: em 2002, 40% da população encontravam-se com excesso de peso ou obesidade. Em 2013, já eram aproximadamente 60%. “Ou seja, são muito preocupantes as projeções que esses dados sugerem quanto à saúde dos brasileiros, com o risco de aumento expressivo de doenças graves, como as cardiovasculares e câncer”.

O presidente da Socesp insiste na necessidade de prevenção, com a realização de mais campanhas de esclarecimentos à população e mudanças nos hábitos de alimentação e vida. “As pessoas precisam ter alimentação saudável, fazer atividade física (sempre com acompanhamento médico), parar de fumar, reduzir o consumo de álcool a níveis mínimos, controlar periodicamente a pressão e os níveis de gordura e açúcar no sangue”, salienta o cardiologista, frisando a importância dessas atitudes para que a população seja mais saudável.

A pesquisa da USP

Segundo conteúdo publicado no Portal do Governo do Estado de São Paulo, a inédita pesquisa da USP apontou a associação da obesidade e o excesso de peso com 14 tipos de câncer: mama na pós-menopausa, o de cólon e reto, de útero, da vesícula biliar, do rim, fígado, ovário, próstata, mieloma múltiplo (células plasmáticas da medula óssea), esôfago, pâncreas, estômago e tireoide.

O estudo foi realizado pelo Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), em parceria com a Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, e com a Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (IARC), vinculada à Organização Mundial da Saúde (OMS).

O excesso de peso e a obesidade diferenciam-se de acordo com o grau de acúmulo de gordura no corpo. A primeira condição, também chamada de sobrepeso, acontece quando a pessoa está entre 10% e 20% acima do peso normal, ou seja, na tabela do IMC (Índice de Massa Corporal), ela pontua entre 25 e 29. A obesidade, que tem graus 1, 2 e 3, acontece quando o peso está superior a 20% ao ideal, com IMC igual ou superior a 30.  

Artigos

ver tudo

Banner SBH

Banner Snifbrasil

Banner DPM


SnifDoctor é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifDoctor é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifdoctor.com.br. Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifDoctor, pelo e-mail dpm@dpm.srv.br

Seu IP: 3.93.75.242 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)