Hora certa:
 

Noticias

Experiência do paciente e desfechos clínicos são pontos em comum nos modelos de gestão em saúde mais bem-sucedidos do mundo

O sistema de saúde do Brasil ainda se apresenta como um cenário desafiador, mas não fica atrás das melhores experiências internacionais. Boa parte das instituições privadas já apontam caminhos para esse futuro e isso inclui também algumas iniciativas públicas. Quem esteve no Conahp 2019 - Congresso Nacional de Hospitais Privados - em São Paulo, pôde constatar exemplos de como a saúde baseada em valor, com o paciente no foco das ações, é eficiente em diversos lugares do mundo.

Foram mais de 100 palestrantes, 4 mil congressistas e mais de 30 horas de conteúdo. Sob o tema "Saúde Baseada na Entrega de Valor: o papel do hospital como integrador do sistema", o evento de iniciativa da Anahp (Associação Nacional de Hospitais Privados) foi o epicentro da difusão de conhecimento sobre o assunto entre os dias 26 e 28 de novembro. Nas palavras do Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que fechou o Conahp com uma palestra sobre o sistema de saúde brasileiro, o congresso mostra o potencial de avanço do setor hospitalar no Brasil. "Crescimento esse que acompanha os investimentos em inovação do setor, assim como a demanda, que tende a aumentar nos próximos anos", afirmou o ministro.

A sétima edição do Conahp trouxe nomes como os dos norte-americanos Shawn Achor, autor do livro "O Jeito Harvard de Ser Feliz", Daniel Kraft médico-cientista, inventor, empreendedor e professor na Singularity University, que apresentou como a tecnologia influenciará o setor de saúde nos próximos anos e Don Berwick, reconhecido como uma autoridade em melhoria dos cuidados, nomeado em 2010 pelo ex-presidente Barack Obama como administrador dos centros de serviços Medicare e Medicaid, órgãos que supervisionam programas federais do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos.

"Priorizamos trazer para o debate as maiores autoridades globais em saúde para, com o exemplo do que realizam com êxito lá fora, possam auxiliar o Brasil na evolução do que deve ser aprimorado, mas também identificar os pontos em que já estamos no caminho certo", avalia Eduardo Amaro, presidente da Anahp.

A fim de auxiliar as instituições a aperfeiçoarem seus processos, a Anahp também aproveitou o momento para lançar duas publicações provenientes de seus grupos de trabalho: as cartilhas sobre Lei Geral de Proteção de Dados e Relacionamento com Fornecedores e Melhores Práticas em Planejamento .

Além da intensa troca de conhecimento, o evento trouxe uma área exclusiva para inovação, com as 10 startups selecionadas na segunda edição do projeto Startups Anahp, que puderam apresentar suas soluções aos participantes.

A vencedora, brain4care, trouxe o primeiro método do mundo para acesso não invasivo à ICP waveform (curva da pressão intracraniana), e recebeu como prêmio um espaço exclusivo no Conahp 2020, que já tem data e local para acontecer: nos dias 17, 18 e 19 de novembro, no Transamerica Expo Center, em São Paulo, e terá como tema "Brasil Saúde 2030: um novo olhar para o sistema brasileiro de saúde ".  

SnifDoctor é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifDoctor é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifdoctor.com.br. Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifDoctor, pelo e-mail dpm@dpm.srv.br

Seu IP: 3.235.45.196 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)