Hora certa:
 

Artigos

Durante a primeira onda da pandemia de coronavírus, os idosos saíram de casa principalmente para praticar exercícios físicos Rubens de Fraga Júnior

Na primavera de 2020, quando a primeira onda da pandemia de coronavírus atingiu a Finlândia, os idosos reduziram drasticamente suas atividades fora de casa. Durante o período de restrições governamentais, o exercício físico foi o motivo mais comum para sair de casa, concluiu um estudo recente da Faculdade de Ciências do Esporte e Saúde da Universidade de Jyväskylä.

"Este estudo mostra que o exercício físico era o motivo mais comum para sair de casa", acrescenta Portegijs. "Caso contrário, os participantes mais velhos tinham poucos motivos para ir, além das compras de supermercado durante a primeira primavera da pandemia."

Pesquisas anteriores mostraram que todas as atividades fora de casa são benéficas para a atividade física. Como as razões para sair de casa foram marcadamente limitadas durante a primeira primavera da pandemia, mais estudos são necessários para determinar os efeitos de longo prazo sobre a mobilidade e a manutenção da capacidade funcional.

"Esta pesquisa é única, embora tenha sido baseada nos dados de apenas 44 participantes", diz Portegijs. "Anteriormente, não sabíamos para onde os idosos se mudavam e por que razão. É possível estudar para onde as pessoas vão usando um questionário baseado em mapas. Este é um dos primeiros estudos utilizando esse tipo de questionário entre os idosos."

Como as medidas relacionadas ao coronavírus variaram significativamente entre os países, não é certo se esses resultados são generalizáveis para outros países. Na Finlândia, os toques de recolher não foram implementados e as restrições governamentais baseavam-se principalmente em recomendações, em vez de regulamentos impostos.

"À medida que as habilidades de uso de dispositivos digitais melhoram entre a população idosa, a relevância dos métodos de pesquisa baseados em mapas aumentará ainda mais", diz Portegijs.

Fonte: Erja Portegijs et al. Older adults' activity destinations before and during COVID-19 restrictions: From a variety of activities to mostly physical exercise close to home, Health & Place (2021). DOI: 10.1016/j.healthplace.2021.102533

Rubens De Fraga Júnior é professor da disciplina de gerontologia da Faculdade Evangélica Mackenzie do Paraná. Médico especialista em geriatria e gerontologia.

SnifDoctor é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifDoctor é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifdoctor.com.br. Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifDoctor, pelo e-mail dpm@dpm.srv.br

Seu IP: 3.236.222.124 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)